quinta-feira, novembro 30, 2006

Tenho uma amiga que nao 'e amiga. Ou 'e so de vez em quando, naqueles dias em que esta pra'i virada, quando chove ou quando faz sol. Mas nao 'e amiga. Tem medo de pessoas cinzentas quando ela ja' esta' a ultrapassar a cor cinzento-rato, quase preto. Esquiva-se 'a sinceridade como 'a cor mais viva que poderia existir na vida dela. Se quisesse. Se acordasse. Se nao desse mais valor a quem nao lhe d'a assim tanto. Se nao magoasse por querer quem 'as vezes diz coisas fora de tempo ou de contexto ou de razao, sem querer. Tenho uma amiga que afinal nao 'e. Por estar demasiado ocupada com o vazio. Com a cor cinzento-rato, digo eu. Tenho uma amiga que nao 'e simplesmente. Pouco para os outros, nada para ela.

P.S peco desculpa mas estou a escrever directamente de Chelsea, em Londres, e o teclado... j'a sabem como 'e. Londres esta cada vez melhor. "When a man is tired of London, he is tired of life". Um beijo.

10 comentários:

gigi disse...

a sinceridade só existe para os que fazem sentido, para os que, sim, têm importância.
à sinceridade ninguém se esquiva, só os que a receiam... mas quando se tem uma vida cheia e colorida e duas maos cheias de amigos a 100%, viuve-se segundo uma vontade própria sem niguém a querer ofuscar! sem mentiras ou histórias mal contadas a terceiros.
Cinzento é aquele que se apaga qd lhe pegam e moldam-no a seu bel prazer... durante meses ou anos...
Cinzento é aquele que não tem amigos... inevnta-os num momnento qd sente necessidade...
Os outros têm-nos e vivem felizes com eles... seja qual for a cor que usem!

Allengirl disse...

Toda a razão!!! E acrescento: incrível quando alguns amigos só têm importância em certos momentos... quando cumplicidades são bem vindas porque convêm numa certa altura, porque servem de escudo, porque nos defendem. E quando deixam de servir, deixam de ser amigos, mudam de prateleira... E mais cinzento do que não ter amigos é invejar felicidades e amizades alheias. Só se deixa moldar quem quer... que os meus amigos nunca se deixem moldar à toa, mas se o fizerem podem ter a certeza que nunca lhes virarei as costas numa mesa de jantar, numa saída, num olhar, num beijo... E só é cinzento quem não se aceita como é. E isto deixo para os meus amigos.

gigi disse...

mas sabes q ha amigos prioritarios... e esses sao aqueles q nao mudam por terceiros... continuam la, gozam a sua felicidade de forma saudavel...
amigos sim, defendem-nos, abrem os olhos, chamam a atençao sem correrem o risco de serem mal interpretados e de passarem por momentos "queixinhas" depois...
a felicidade, allengirl, n se inveja, vive-se... é um lema de vida essencial... mas vive-se com amor e amizade... sem deixar a ultima de lado... sem a ir buscar qd se está sozinho... qd se foi magoado...qd se foi moldado e apagado sem querer...
e sim, os amigos n se deixam moldar... estão lá... e qts a esses nao há dúvidas... custa mais é ser posto de lado qd outrora se abriu uma porta de casa, qd se ofereceu um braço, uma mão, um ombro e qd deixou de ser preciso, esqueceu-se. é triste. e cinzento.
o que vale é que esse cinzento é facilmente diluido pela presença constante de uma paleta de cores genuína.
ha quem se contente em ser o cinzento... ha outros que o deixam para trás e vão em busca da sua cor, como nós certo?
chama-se a isso dar prioridade à felicidade, seja qyual for a sua, desde q n magoe ninguem, desde que seja genuina, e essa sim, é um prazer e nada me dá mais prazer que ver os meus Amigos felizes... estou c eles, n contra eles! E essa sim deve ser a prioridade. A tua e a minha.

Allengirl disse...

Mais uma vez de acordo. Os meus amigos, os prioritários e os menos, nunca me viraram as costas (literalmente) em situação alguma. Sabem que não tenho que os bajular para os ter até porque não é do meu feitio. Os meus amigos, os prioritários e os menos, sabem que podem vir bater à porta, ou na cabeça, ou chorar no ombro ou o que quiserem. Podem errar sem querer, podem ter fases menos boas, podem afastar-se e aproximar-se, podem fazer figuras tristes ou ser a figura da festa. Os meus amigos não têm amuos, chamam-me parvalhona se for o caso. Não se fazem de vítimas só porque não são o centro das atenções. Atacam-me. E é tão bom sentir essa sinceridade! E é giro sentir que quanto mais velhos somos, menos amizades fazemos. Conhecemos pessoas, e às vezes é só. Ficam apenas os que valem a pena. Os que SIM sempre... o que nos aceitam. E agora para acabar de uma forma completamente bimba: são os que pontuam a amizade com virgulas, às vezes, mas nunca pontos de interrogação nem reticências. A esses eu pontuo com ponto final.

fi pires disse...

com tanta sinceridade e não diz à "amiga" mas escreve? Um tudo nada infantil, allengirl, não acha? E pior, cinzento escuro. Deve ser vazio de quem grita a sinceridade ao mundo quando nem a sua sinceridade sabe usar.

Allengirl disse...

Ai completamente infantil! Por isso o fiz. Às vezes temos de provar do próprio veneno. E acho bonito que defenda a sua amiga, mas não fale do que não sabe.

fi pires disse...

Por acaso até sei... alias já fui ter a jantares onde voce estava e também já estive no Loft e qd fala em virar a cara às pessoas, pense um bocadinho antes de falar.
É que estava tão absorvida e tão controada que só falava com uma pessoa. E isso não é sinceridade. É falta de educação.

Allengirl disse...

Acho que não fomos apresentados, por isso não lhe dou o direito de comentar a minha vida. Se eu estava concentrada, você não devia ter mais nada para fazer a não ser cuscar a vida dos outros. Temos pena. Mais uma vez, não fale do que não sabe nem a quem não conhece. E acho que ficamos por aqui.

cloinca disse...

Bem... depois de todos os comentários ler... digo-te: em mim tens uma amiga arco-íris, com muitas, muitas cores (cinzento nunca!)
Até porque lá no fim... se procurares bem... tem um tesouro!! Só acessível a quem é realmente amigo do arco-íris... e a esse tesouro tu tens sempre acesso... por seres parte dele!
gosto de ti sua LINDA!! MUITO! MUITO!!!
(quero ver-te no Natal! Não me escapas!!!)

cloinca disse...

Ah, ah, ah, ah!!!
Aqui a tua amiga apesar de ter o cabelo ruivo está loura de todo! mas mesmo daquele louro oxigenadíisimo!!
Primeiro que percebesse aquela dos "3 que perdi há muito tempo"... ih, ih!!!
Põe muito tempo nisso!
;)
Ai que me começo a sentir velha... já foi há 13 anos!! 13 anos de cambalhotas!! É muita cambalhota nesta vida!!
:)))
Beijões para ti lindona, depois diz-me em q dia chegas, ok?