quinta-feira, julho 24, 2008

Tenho um amigo que acha que uma relação sem compromisso é como um estágio de 3 meses e que, por isso, o mais provável é não conseguirmos o emprego. Não concordo. A ideia parece-me derrotista à partida. Eu também fiz um estágio de 3 meses e fiquei onde estou há 9 anos. Com direito a entrar nos quadros e tudo. Subsídio de férias e aumentos todos os anos. Ainda bem que fiz o tal estágio de 3 meses.

Mas do que eu gosto mesmo são relações a recibo verde. É certo que não há subsídios de férias nem de almoço nem descontos para a segurança social, mas pode-se estar ou não, e voltar a estar e dar descanso e não há horários definidos. Só se fica enquanto se está bem, não se está presa a contratos, só a palavras de honra e às vezes nem isso.

Já me faz alguma confusão o complemento de ordenado. Parte do ordenado que é dado por fora. Significa que aquilo que recebemos assumida e declaradamente não é suficiente. E isso deixa-me triste. E deixar-me-ia desconfortável se o recebesse.

E quem diz que estar desempregado de uma relação é um flagelo social e emocional diz uma grande mentira. Pode-se sempre voltar a estudar e fazer evoluir a parte interior de nós. Dar descanso ao corpo e activar o cérebro. Se a coisa ficar preta e nos faltar o dinheiro para comer sempre se pode optar por um part-time levezinho. Ou um empréstimo bancário. Ou parental.

Só falta saber como será a Reforma. Mas tenho para mim que com a vidinha que levo nunca lá chegarei. Vamos ver…

5 comentários:

Shelyak disse...

Grande post! e relações a recibo verde, achei um miminho mesmo!!! :)))
Beijinho para ti!

icoholic disse...

relações a 3 meses podem ser proveitosas, podem ser duradouras e precaver o futuro. o aforro a 3 meses disso é exemplo ;) "investe"!

RedLightSpecial disse...

Pois eu gosto quando a coisa fica preta, seja a contrato, nos quadros ou a recibo verde.
Sempre gostei deles pretos, altos e espadaúdos, da reforma não quero nem saber (dizem q aí murcha tudo, não há tamanho que se aguente... valha-nos os viagras da vida!).
:P

cris disse...

o meu estágio durou um ano... depois fui-me embora! 6 meses depois o "chefe" contratou-me de novo! Esqueceu-se foi de avisar que era só pra mais um estágio... mais curto por sinal!

Mas hoje, a "chefe" sou eu, e ele é que trabalha na minha "empresa"... muito bom trabalhador por sinal... :)

pedro disse...

Lindo texto!!!