quarta-feira, outubro 18, 2006

Tenho uma amiga que não gosta do nome Carlos. É um nome no plural e os nomes deveriam ser sempre no singular. Trata-se de identificar um indivíduo e não sugerir que sofre de dupla personalidade. No limite, devia ser Carlo. E isto é o que ela acha.

5 comentários:

Ana Moreira disse...

Gosto... gosto!!!!!
eheheheeheh
também há o Marcos.... e n me lembro de mais nenhum!!!
Quanto à dupla personalidade... hum... um submisso e outro altivo!!Hum... mi like!

Ana Moreira disse...

Ah...lembrei-me de outro! Estás a querer dizer que DEUS não é de confiança?!?!?!?!
HEREGE

Allengirl disse...

Mas há dúvidas?? Então o outro gajo, o Zé, é que era casado com a Maria e a porca engravidou desse Senhor!! Lá está... plural... dizem que só Ele é que está em todo o lado. Afinal, há mais...é ele, o Carlos e o Marcos.

André disse...

Carlo, ficava mais elegante....tem um ar Italiano.

cloinca disse...

Pois... eu tenho uma amiga que não gostava nada, nada, nada do nome Carlos... e a justiça poética aconteceu! Volta e meia dava umas cambalhotas com ele, volta e meia até se casou com o dito... volta e meia já pensam em mais filhos e tudo!
Vale-lhe a dupla personalidade do senhor... que nas cambalhotas dá muito jeito! Ai dá! Se dá!
;)