segunda-feira, agosto 13, 2007

Tenho uma amiga que vai fazer um spot para televisão. Um anúncio a um banco. Qualquer ficção com a semelhança é puramente realidade.

“Quem sai de uma cidade como eu tem que se adaptar a muitas coisas novas, incluindo a língua. Eu, por exemplo, tive que aprender que

- cruzeta é cabide
- sapatilhas é ténis
- aloquete é cadeado
- estrugido é refogado
- foguete nas meias é malha nas meias.

E banco…

Banco? Banco é fácil!

Banco é… Ladrões!!!”

E é isto.

2 comentários:

angelofpromise disse...

Heheheh!!! Ultimamente andas mesmo muito inspirada... Estás a verdadeira Cesariny, mas adorei particularmente este post, chamar-lhe-ia publicidade honesta.

Ana Moreira disse...

ahahahah
Muito bom.... tou com a tua amiga... tb tive que passar por esse processo de aculturação estrangeira..

ah

à minha beira- ao meu lado