segunda-feira, novembro 03, 2008

Tenho uma amiga que passou pela terceira despedida. Não mata mas mói. Ele com um circo no estômago. Ela a experimentar acrobacias emocionais. Estes meus amigos estão longe um do outro e vivem o "coisinho" que têm entre eles como toda a gente devia viver mas tem medo. De se dar. Estes só podem dar-se como se não houvesse amanhã. Porque o mais certo é não haver mesmo o amanhã. E isso não mata, mas mói. E às vezes mói sem palavras que o definam.




In a Manner of speaking
I just want to say
That I could never forget the way
You told me everything
By saying nothing

In a manner of speaking
I don't understand
How love in silence becomes reprimand
But the way that i feel about you
Is beyond words

Oh give me the words
Give me the words
That tell me nothing
Ohohohoh give me the words
Give me the words
That tell me everything.

5 comentários:

móz disse...

E voltaram os comentários!

Mete aí mais post's com o sentimento à flor da pele e na ponta dos dedos!

>> nim disse...

'E isso não mata, mas mói. E às vezes mói sem palavras que o definam.'

the words that tell you everything... or the words that tell you nothing?

in a manner of speaking... eu prefiro a primeira opção.

Allengirl disse...

A segunda opção também é muito boa. É preciso saber ouvir the words that tell you nothing

Anna Karina* disse...

o meu coraçao ficou apertadinho agora..

João disse...

Significado da Palavra, dom divino,
diferente, favorito entre os animais, se a alma permanecer pura
a Luz iluminará o seu caminho, ensinamentos, lições de vida
Profetas entre nós guiam-nos na escuridão.